Após críticas, Fernando de Noronha volta atrás sobre pulseiras de pagamentos

Após críticas, Fernando de Noronha volta atrás sobre pulseiras de pagamentos

Após ter uma repercussão negativa nas redes sociais, o sistema que usa pulseiras para fazer pagamentos sem necessidade de internet por turistas e moradores de Fernando de Noronha teve seu formato alterado. O governo local e a empresa responsável voltaram atrás e fizeram modificações no projeto.

Os acessórios seriam diferenciados por cores, de acordo com o poder aquisitivo ou categoria da pessoa, entre visitantes, artistas ou influencers.

O governo local anunciou que, em vez das cinco cores da ideia original, serão usadas apenas as pulseiras verdes e as cinzas, identificando comerciantes e clientes.

Na ideia original, haveria uma pulseira para cada tipo de cliente. A preta seria usada por quem adquirisse crédito acima de R$ 10 mil. A azul poderá receber recargas até R$ 10 mil e o usuário ganharia brindes nos principais restaurantes da ilha.

Na internet, o assunto virou polêmica e muita gente criticou a ideia do projeto, inclusive a a ideia de usar cores diferentes foi associada a uma prática de segregação, sobretudo, por causa do valor acima de R$ 10 mil para a pulseira preta.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *