Peritos criminais e médicos legistas deflagrar paralisação de 24h no Estado; TJPE decreta ilegalidade

Peritos criminais e médicos legistas deflagrar paralisação de 24h no Estado; TJPE decreta ilegalidade

O sindicato e as associações que representam peritos criminais e médicos legistas iniciaram, nesta segunda-feira (14), uma paralisação de 24 horas como forma de protesto por aumento salarial. As informações são do portal G1.

A categoria pede a incorporação das gratificações ao salário e também um reajuste de de 20%.

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) Fernando Cerqueira concedeu liminar após um pedido feito pelo governo estadual através de um mandado de segurança e decretou a ilegalidade e inconstitucionalidade da paralisação, determinando que os funcionários voltem às atividades regulares. A multa prevista é de R$ 70 mil em caso de descumprimento.

Presidente do Sinpocrim, Carlos Medeiros afirmou que a entidade não foi notificada da decisão da Justiça e apontou que eles mantiveram a quantidade mínima de atendimentos, que é de 30%. Além disso, ele afirmou que não é uma greve, mas sim uma paralisação.

Segundo o sindicato, a paralisação deve ir até as 8h da terça-feira (15).

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.