Preço da cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

Preço da cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

O preço dos alimentos continua subindo no país. De acordo com um levantamento divulgado hoje (8), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o custo médio da cesta básica em agosto teve alta em 13 das 17 capitais pesquisadas.

O levantamento, mostra que os maiores aumentos foram em Campo Grande (3,48%), Belo Horizonte (2,45%) e Brasília (2,10%).

No Recife, a variação acumulada nos últimos 12 meses é de 11,90%, índice que supera a inflação registrada no mesmo período, 9,43%. Ou seja, Na capital pernambucana, quem recebe um salário mínimo por mês precisa gastar, em média, R$ 491,46 para adquirir os doze itens que compõem a cesta básica.

A cesta mais cara é a de Porto Alegre que custa R$ 664,67. A de Florianópolis é a segunda mais cara (R$ 659), com elevação de 0,7% no mês. A de São Paulo ficou em R$ 650,50, com variação de 1,56%.

A cesta básica mais barata é a de Aracaju, no valor de R$ 456,40, seguida pela de Salvador (R$ 485,44) e de João Pessoa (R$ 490,93).

Na comparação com agosto do ano passado, o conjunto básico de alimentos teve elevação nos preços em todas as capitais pesquisadas.

Recife

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *