Recife inicia aplicação de dose de reforço da vacina contra a covid-19 em idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência

Recife inicia aplicação de dose de reforço da vacina contra a covid-19 em idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência

A partir desta quinta-feira (9), a Prefeitura do Recife vai iniciar a aplicação da dose de reforço da vacina contra a covid-19. Esse processo de imunização vai contemplar, primeiramente, idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) – um dos primeiros grupos vacinados no início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. No total, devem ser atendidos quase 800 idosos nesta fase.

“A gente começa a partir de amanhã a vacinar com a dose de reforço no Recife. Nós vamos começar pelas instituições de Longa Permanência. Todos os idosos que estão em instituições de Longa Permanência a partir de amanhã começarão a ser vacinados com a terceira dose”, informou o prefeito João Campos. “Nós vamos fazer da mesma forma que foi feita na primeira e segunda dose, quando a gente colocou equipes volantes da Secretaria de Saúde indo em todas as instituições da nossa cidade e garantindo a vacinação com segurança e conforto para pessoas idosas que estão nesses locais”, completou o gestor.

As equipes volantes da Secretaria de Saúde do Recife seguirão um cronograma para percorrer as 26 instituições onde vivem os idosos, semelhante ao que foi feito no início da vacinação, em janeiro. Conforme orientação do Ministério da Saúde, a dose de reforço será feita, preferencialmente, com o imunizante da Pfizer, independentemente da vacina aplicada na primeira e segunda doses.

A combinação das vacinas é recomendada pelo órgão federal após estudos, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), comprovarem que a resposta imunológica contra a covid-19 não é comprometida pela intercambialidade dos imunizantes.

O próximo passo é garantir a aplicação da dose complementar para os idosos da população em geral e também das pessoas imunossuprimidas. A execução dessa estratégia está sendo discutida para garantir que a aplicação da dose de reforço seja feita com organização, agilidade e segurança, uma vez que a cidade já dispõe de toda estrutura montada.

 

Vídeo: Diego Nigro/PCR

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *