Faixa Azul na Agamenon Magalhães terá reforço na fiscalização

Faixa Azul na Agamenon Magalhães terá reforço na fiscalização

Foto: Andréa Rêgo Barros/Arquivo PCR

 

Para garantir a mobilidade das pessoas que utilizam o transporte coletivo, levando mais qualidade de vida com a diminuição do tempo das viagens, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), reforçará a fiscalização da Faixa Azul na via, utilizando, além dos agentes de trânsito, aparelhos eletrônicos.

Os novos equipamentos passarão a atuar a partir da segunda-feira (30). Atualmente, o Recife conta com 62 km de faixas exclusivas para ônibus, sendo 40 km implantados a partir de 2013.

A Faixa Azul da Avenida Governador Agamenon Magalhães beneficia, diariamente, mais de 250 mil passageiros que trafegam nas 64 linhas de ônibus que circulam na via diariamente. Mais pessoas que os veículos particulares, que transportam, em média, 150 mil passageiros na avenida, apesar de ocupar mais espaço.

Ao todo, serão 14 equipamentos de fiscalização eletrônica implantados nos dois sentidos, ao longo da primeira etapa, com 4 km, que tem início na altura do Hospital Português e segue até as proximidades do Viaduto da Avenida João de Barros. Os equipamentos funcionam conectados entre si e apenas os condutores que são flagrados por duas ou mais câmeras são notificados. Essa medida visa garantir que os veículos que circularem na Faixa Azul para acessar lotes ou convergir à direita não sejam autuados.

“Nosso objetivo é garantir que a Faixa Azul seja respeitada para que os cidadãos que estão no transporte público tenham o tempo de viagem reduzido, ganhando mais qualidade de vida. Essa é uma diretriz do próprio Código de Trânsito Brasileiro: priorizar o coletivo em vez do individual”, destaca Taciana Ferreira, presidente da CTTU. Além da implantação de novos equipamentos, a CTTU realizou, entre julho e agosto, a manutenção da sinalização das faixas azuis da Rua Cosme Viana e avenidas Antônio de Góes, Herculano Bandeira e Mascarenhas de Moraes.

A ampliação das faixas exclusivas para transportes públicos demonstra o diferencial da gestão da Prefeitura do Recife em fazer por quem mais precisa e o posicionamento da PCR em garantir o direito à mobilidade e mais qualidade de vida a esse público. Os usuários de transporte coletivo, em sua maioria trabalhadores e estudantes, têm a diminuição do tempo de viagem nas localidades contempladas com os equipamentos. Na Faixa Azul das avenidas Herculano Bandeira e Domingos Ferreira, por exemplo, houve um ganho de 118% na velocidade dos transportes coletivos e, na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, o equipamento garantiu mais 66% na velocidade desses veículos.

De acordo com a pesquisa de origem e destino desenvolvida pelo Instituto Pelópidas Silveira, mais de 78% dos recifenses vão ao trabalho utilizando um dos seguintes modais: transporte público, bicicleta ou a pé, o que revela a importância das faixas azuis na cidade. Para além dos grandes corredores, a CTTU garante a mobilidade dos ônibus nas periferias por meio de disciplinamento de estacionamentos e intensificação das fiscalizações para coibir irregularidades como parada sobre calçada e estacionamentos em locais em desacordo com a sinalização e, dessa forma, garante espaços nas vias aos transportes coletivos.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *